10-12-2014

Léxico


Écografia pélvica ou vaginal : Exame paratravés do qual o radiologista pode ver o interior do abdómen e reproduzir a visualização num ecrã. Estas imagens permitem determinar a presença de uma textura anormal ao nível do útero, tais como os fibromiomas uterinos ou os quistos ovários.

EFU : Abreviatura de Embolização do Fibromioma Uterino

Embolização : A embolização terapêutica consiste em bloquear as artérias que irrigam um tumor, para o privar de sangue, de oxigénio, a  fim de provocar a sua necrose.

Endométrio : O interior do útero está revestido de um tecido chamado endométrio que é eliminado pelo útero através da mestruação.

Fibromioma : Os fibromiomas (ou miomas) são tumores, ou seja, são massas de tecidos musculares fortemente vascularizados e de desenvolvimento anormal. Não são tumores malignos.

Histerectomia : Acto cirúrgico que consiste em retirar parte ou a totalidade do útero

Histeroscopia : Intervenção que permite ver o interior do útero por via de um tubo que é inserido através da vagina até ao cólo do útero.

Miólise : Destruição de um fibromioma uterino por meio de energia de origem eléctrica ou laser.

Miomectomia : Extracção dos fibromiomas existentes no útero.

Radiologia de Intervenção : Exercida pelos radiologistas que efectuaram uma longa formação complementar e que utilizam a imagiologia moderna como guia destes tratamentos. Por exemplo, o radiologista de intervenção coloca um cateter dentro da artéria femoral, conseguindo manipulá-lo pelas vias arteriais do corpo através de uma punção ao nível da virilha. Através deste cateter, consegue efectuar uma série de tratamentos : colocação de endopróteses vasculares, fazer embolizações…

SFICV : Sociedade Francesa de Imagiologia Cardíaca e Vascular

 

As informações fornecidas em www.fibromioma-uterino.pt destinam-se a melhorar, não a substituir, a relação directa entre o paciente (ou visitante do site) e os profissionais de saúde.