29-01-2015

O que é o fibromioma uterino ?

 

Os fibromiomas uterinos são tumores benignos (não cancerosos) que se formam na superfície ou no interior do tecido muscular uterino.

Num grande número de mulheres, a presença de fibromiomas uterinos passa totalmente despercebida. Noutros casos, a localização e o tamanho destes tumores benignos pode afectar grandemente a qualidade de vida.


O volume de um útero numa gravidez de 7 meses !


O tamanho de um fibromioma pode variar desde o tamanho de uma noz ao de um melão, ou mesmo maior em certos casos ! Para medir o seu tamanho, os médicos fazem normalmente refeência ao tamanho do útero durante a gravidez. Já se encontraram fibromiomas em certas pacientes comparáveis a uma gravidez de 6 ou sete meses !


3 tipos de fibromiomas

Os fibromiomas uterinos são classificados consoante a sua localização dentro do útero. Existem três tipologias principais:

os fibromiomas intramurais representam 70 % da totalidade dos fibromiomas. Formam-se na camada muscular da parede do útero e podem por vezes ser confundidos com um aumento de peso ou uma gravidez. Os sintomas associados a este tipo de fibromioma são grandes hemorragias menstruais, vontade frequente de urinar, dores pélvicas e dorsais.

Os fibromiomas subserosos formam-se na parte externa do útero e continua a crescer para o exterior. Estes fibromiomas geralmente não afectam o fluxo menstrual. No entanto podem provocar fortes dores devido ao seu tamanho e á pressão que exercem sobre os outros orgãos. Em certos casos, os fibromiomas subserosos desprendem-se do músculo uterino. Nestes casos, chamamos-lhes fibromiomas subserosos pediculados.

Os fibromiomas submucosos são os mais raros e formam-se na cavidade uterina. Provocam hemorragias excessivas durante a menstruação bem como um prolongamento do ciclo menstrual. Tal como os fibromiomas subserosos, chegam a desprender-se do músculo uterino. Nestes casos, chamamos-lhes fibromiomas submucosos pediculados.
 

Uma mulher possui geralmente múltiplos fibromiomas. Em alguns casos, pode também ter fibromiomas de mais de um tipo (intramurais, subserosos e /ou sub-mucosos).
É por isso difícil na maioria das vezes saber qual o fibromioma que está na origem de um sintoma específico. Mesmo no caso em que apenas um fibromioma tenha sido detectado pelo médico, é mais prudente considerar que existam vários (fonte SFICV).
 

Quais são os sintomas ?

Quem afecta ?

 
 

As informações fornecidas em www.fibromioma-uterino.pt destinam-se a melhorar, não a substituir, a relação directa entre o paciente (ou visitante do site) e os profissionais de saúde.