09-12-2014

Quais são os sintomas ?

 
É essencial ter um bom conhecimento sobre os fibromiomas uterinos e dos seus sintomas para que se possa escolher o tratamento que melhor se adapta a cada mulher.

Consoante os casos, os sintomas podem ser vários ou inexistentes. Tudo depende do tamanho e da localização do tumor. Os fibromiomas uterinos podem assim afectar a vida quotidiana de algumas mulheres, ao mesmo tempo que poderão passar totalmente despercebidos a outras. Neste último caso, não será necessário tratar os fibromiomas. Um controlo regular por um ginecologista será suficiente.
 

Os sintomas associados ao ciclo menstrual

Sendo os fibromiomas sensíveis às hormonas, os seus sintomas estão frequentemente ligados ao ciclo menstrual.

Na altura prévia à menopausa, altura em que os níveis de estrogénio sobem, o tamanho do fibromioma tende a aumentar, ocorrendo também um aumento dos sintomas. Um avez instalada a menopausa, os níveis de estrogénio diminuem fortemente. Consequentemente, os fibromiomas e seus sintomas também diminuem. As mulheres beneficiam de um tratamento hormonal de substituição (THS) podem ainda assim continuar a sofrer, o THS consiste em levar ao organismo as hormonas em falta (estrogénio e progesterona).

Não são raros os casos em que as mulheres afectadas por fibromiomas uterinos substimam os sintomas (hemorragias e dores).


Os sintomas mais frequentes :

 

As hemorragias menstruais abundantes e prolongadas,
um inchaço com sensação de peso ao nível da bacia,
as dores no baixo ventre,
uma vontade frequente de urinar se os fibromiomas exercerem uma pressão sobre a bexiga,
um estado de obstipação se os fibromiomas comprimirem o intestino grosso ou o recto.

Também há referência a sintomas menos frequentes, tais como dores durante as relações sexuais ou dores na parte inferior das costas (lombalgias).

Fonte SFICV

As informações fornecidas em www.fibromioma-uterino.pt destinam-se a melhorar, não a substituir, a relação directa entre o paciente (ou visitante do site) e os profissionais de saúde.